Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

José Frederico Meier Neto

Os Planos ou Sistemas de Financiamento são tipos de empréstimos que possuem diferentes formas de quitação.


Para se estudar os planos de financiamento, é necessário entender, primeiramente, alguns conceitos básicos, como prestação, juros, amortização e saldo devedor.

restação: é o valor total pago por período.
Juros: é a parte da prestação que corresponde à remuneração do agente financeiro (quem emprestou).
Amortização: é a parte da prestação que corresponde ao abatimento da dívida.
Saldo devedor: é o valor da dívida depois de deduzida a amortização.
Portanto:
Prestação = Amortização + Juros
Saldo devedor = Valor do capital emprestado – Amortização realizada
Os principais planos de financiamento utilizados no Brasil são os sistemas SAC (Sistema de Amortização Constante) e o Price (Sistema de Prestação Constante), que iremos detalhar.
Para melhor entender e para efeito de comparação, será simulado um empréstimo com pagamentos pelos dois sistemas SAC e Price.
• Empréstimo de R$ 100.000,00
• Taxa de juros: 10% ao ano
• Periodicidade de pagamento: anual
• Prazo: 5 anos

Quitação do empréstimo pelo Sistema de Amortização Constante (SAC)
Nesse sistema, a amortização do principal (valor financiado) é feita de forma constante, pela divisão entre o valor do financiamento e o prazo da operação.

Para esse caso, a tabela do financiamento terá o seguinte formato:

Período Saldo Devedor Amortização Juros (tx 10%) Prestação
0 100.000,00 - - -
1 80.000,00 20.000,00 10.000,00 30.000,00
2 60.000,00 20.000,00 8.000,00 28.000,00
3 40.000,00 20.000,00 6.000,00 26.000,00
4 20.000,00 20.000,00 4.000,00 24.000,00
5 0 20.000,00 2.000,00 22.000,00

 

As características desse sistema de amortização são as seguintes:
• Amortização constante
• Juros decrescentes
• Prestação decrescente.

Quitação do empréstimo pelo Sistema de Prestação Constante (Price)

Nesse sistema, as prestações para quitação do empréstimo são constantes. Essa modalidade de financiamento é conhecida como tabela Price, muito utilizada no mercado imobiliário.
Para esse caso, a tabela de financiamento terá o seguinte formato:

Período Saldo Devedor Amortização Juros (tx 10%) Prestação
0 100.000,00 - - -
1 83.620,25 16.379,75 10.000,00 26.379,75
2 65.602,53 18.017,72 8.362,03 26.379,75
3 45.783,03 19.819,50 6.560,25 26.379,75
4 23.981,58 21.801,45 4.578,30 26.379,75
5 0 23.981,58 2.398,16 26.379,75

 

As características desse sistema de amortização são as seguintes:
• Prestação constante
• Juros decrescentes
• Amortização crescente

Podemos agora, estabelecer um comparativo entre os dois sistemas, estabelecendo a premissa que as taxas de juros do contrato e do mercado permaneçam constantes e iguais ao longo do período do financiamento:
• Os dois sistemas são financeiramente equivalentes para pagamento até o final do período.
• O SAC amortiza a dívida de forma mais rápida. Por exemplo, decorrido 50% do período, teremos 50% da amortização realizada (amortização proporcional ao tempo). O Price amortiza a dívida mais lentamente. Por exemplo, decorrido 50% do período, teremos aproximadamente 35% da amortização realizada.
• O SAC começa com prestações maiores e termina com prestações menores que o Price.

Através desse comparativo pode-se concluir que o sistema SAC é mais vantajoso para o tomador do empréstimo que pretende quitar o financiamento antes do prazo final. As prestações do SAC começam com mais amortização e menos juros, ao passo que as prestações do Price começam com menos amortização e mais juros.
As curvas de amortização ao longo do tempo acabam se invertendo no final do período, o que torna os sistemas financeiramente equivalentes, observando a premissa acima destacada.


José Frederico Meier Neto, engenheiro civil formado pela Escola Politécnica da USP, com Pós Graduação em Administração Industrial e Finanças Empresariais.
É Assessor Técnico e Professor de “Avaliação Econômica de Projetos Governamentais : Parcerias Público Privadas” da Escola de Gestão e Contas Públicas Conselheiro Eurípedes Sales do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.
Outubro/ 2018


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube