Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

*João Carlos da Silva Martins

O Programa Córrego Limpo, iniciado em 2007, é resultado de uma parceria entre o Governo do Estado, Prefeitura Municipal de São Paulo e da Sabesp, sempre contando com a participação ativa da população.


Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

*Antonio Roberto Batista

Infelizmente, a palavra “crack”, que num passado não tão distante servia para denominar boleiros de grande talento, passou a ter uma nova e destrutiva conotação.


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

*Itiro Takeda

Divulgar a existência deste Fundo, comumente conhecido como FUMCAD, é importante porque é o meio como as Organizações da Social Civil, OSC, podem oferecer o auxílio de que carecem as crianças e adolescentes do Município utilizando recursos públicos.


Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

*José Frederico Meier Neto

As cidades possuem considerável patrimônio composto pelas vias pavimentadas, muitas mal conservadas, acarretando aos cidadãos que as utilizam (quer a pé, de bicicleta, motocicleta, veículos automotores, ou através de transporte público) alto nível de desconforto e insegurança, o que provoca, em muitas situações, acidentes com danos materiais e humanos. Não são raras as vítimas fatais. Sem contar o gasto gerado no sistema de saúde com o atendimento e tratamento das vítimas.


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

*Moacir Assunção

São Paulo, poucas vezes em sua história de mais de 400 anos, viveu algo tão intenso e terrível em suas consequências quanto a Revolução de 1924. Ocorrida entre os dias 5 e 28 de julho daquele ano, o episódio causou a morte de 503 pessoas – de acordo com dados oficiais, embora outros cálculos apontem para pelo menos o dobro – e ferimentos em quase 5 mil. De uma população de 700 mil paulistanos na época, cerca de 300 mil deixaram a cidade, refugiando-se em municípios vizinhos, no interior e até mesmo em outros Estados. Transportando esses números para os dias de hoje, seria como se algo perto de seis milhões de habitantes da metrópole a abandonassem, algo absolutamente improvável. Somente como um parâmetro de comparação, nos feriados prolongados, pouco mais de 1,5 milhões de paulistanos deslocam-se da cidade em direção às praias ou ao interior do Estado.

 


Página 1 de 21

Facebook


Twitter

 

Youtube