Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

*José Frederico Meier Neto

Muito se lê e se ouve falar sobre o PIB – Produto Interno Bruto de um País, Estado, ou região. Mas, afinal, o quê é o PIB ? Como é calculado?

 

 

O conceito e o cálculo do PIB é um tanto complexo. Porém, tentaremos dar uma noção mais simplificada.

PIB de uma região é um indicador que mede a riqueza dessa região num período definido. É, portanto, um indicador de atividade econômica. Quanto maior a produção de bens e serviços, maior é o consumo e maior é a renda da população da região. Logo, maior é o PIB.

Para se calcular o PIB, leva-se em conta o volume de bens e produtos da indústria e do agronegócio vendidos ao consumidor final, o valor dos serviços prestados à população, os investimentos feitos pelas empresas para melhorar a produção e os gastos do governo necessários para atender às necessidades da população.

O que é produzido pela indústria, agronegócio e serviços para o consumidor final tem que ser igual ao total do consumo interno e externo (exportações), que por sua vez deve ser igual ao total das remunerações recebidas pela população da região analisada.

Total Produzido = Total Consumido = Total das Remunerações = PIB

Portanto, qualquer fator que iniba a produção e distribuição de bens e serviços, como juros altos, inflação, restrição energética, más condições de rodovias, ferrovias e portos, baixo nível educacional da mão de obra, influencia negativamente o PIB da região estudada. Desse modo, concluímos que um PIB em queda é sinal de recessão econômica, enquanto que um PIB em alta é sinal de aumento da atividade econômica.

A metodologia para o cálculo do PIB é a mesma para todos os países, o que possibilita estabelecer comparativos entre as atividades econômicas dos mesmos.

No Brasil, esses dados são coletados e trabalhados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.


*José Frederico Meier Neto, engenheiro civil formado pela Escola Politécnica da USP, com Pós Graduação em Administração Industrial e Finanças Empresariais.
É Assessor Técnico e Professor de Avaliação Econômica de Projetos Governamentais da Escola de Gestão e Contas Públicas Conselheiro Eurípedes Sales do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.
Dezembro de 2017


 

Os artigos aqui publicados não refletem a opinião da Escola de Contas do TCMSP e são de inteira responsabilidade dos seus autores.


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube