Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Assessoria de Imprensa, 04/10/2018

“A importância do mercado de capitais e o papel da Comissão de Valores Mobiliários (CVM)” é o tema de palestra apresentada no auditório da Escola de Contas ligada ao Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM) na terça-feira (03/10). Tratou-se de verdadeira aula voltada para a educação do investidor que foi conduzida pela analista de mercado de capitais da CVM, Margareth Noda. A CVM é o órgão responsável pela regulação e fiscalização do mercado de capitais no Brasil.

margareth noda

Margareth Noda falou sobre o mercado de capitais e o papel da Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Como valores mobiliários, a palestrante define quaisquer títulos ou contratos de investimento coletivo que gerem direito de participação, de parceria ou remuneração, inclusive resultante da prestação de serviços, cujos rendimentos resultem do esforço empreendedor próprio ou de terceiros.

Comentando sobre iniciativas que prezam pela educação do investidor, Margareth Noda trouxe as várias definições do mercado, entre elas, "mercado de balcão" ou, como é conhecido no Brasil, mercado de repositório de negócios. Falou também sobre mercado de bolsa e debêntures (recursos obtidos no mercado de capitais que asseguram o direito de créditos contra o emissor).

A importância da CVM neste cenário se dá pela intermediação financeira em contrapartida da intermediação no Mercado de Valores Mobiliários (MVM) e a aproximação de tomadores e doadores de recursos dentro do mercado primário (aquele que lança ações compradas pelos investidores); secundário (a porta de saída, que gera liquidez); e derivativos (que corresponde a transferência de risco entre os agentes econômicos).

A Comissão de Valores Mobiliários é a instituição do governo responsável pela regulação e fiscalização do mercado de capitais no país. "Ela promove o mercado tentando transformá-lo no mais transparente possível", definiu Noda, analista da companhia. A CVM tem a função de estimular a formação de poupança e sua aplicação em valores mobiliários; promover o desenvolvimento e a eficiência do mercado; proteger os investidores contra fraudes e práticas irregulares; garantir o acesso do público às informações e assegurar a observância de práticas comerciais equitativas.

As principais competências da CVM são: autorização de registro; normatização; informação educacional; supervisão e fiscalização.

A Comissão de Valores Mobiliários coordena, no Brasil, a 2ª edição da Semana Mundial do Investidor (World Investor Week - WIW), até o próximo dia 7 de outubro. Essa é uma campanha global promovida pela Organização Internacional das Comissões de Valores (IOSCO, na sigla em inglês), para conscientizar a população sobre a importância da educação e da proteção dos investidores e dar destaque a iniciativas nessa área.

O evento vai contar com palestras, workshops, cursos presenciais e a distância, divulgação de mensagens por redes sociais, lançamento de projetos educacionais e divulgação de vídeos com temas de interesse do público investidor.

Assista aqui a palestra.

margareth helen

Margareth Noda, analista de mercado de capitais da CVM, e Helen Cristina Steffen, mediadora do evento


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube