Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Assessoria de Imprensa
25/02/2019

A apresentação de mais um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) das turmas de pós-graduação da Escola de Contas do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP), ocorreu nesta quarta-feira (27/2). O tema debatido foi “O atendimento social ao munícipe em situação de vulnerabilidade: Um estudo de caso no Centro de Referência de Assistência Social - CRAS Ipiranga”.

 

 

O grupo era composto pelos alunos Eduardo Jorge Tavares, Eidi Santos, Leonilda dos Santos Silva e Maria do Rosario Bezerra. Na banca avaliadora desse trabalho estava o orientador e professor Wagner Dal Medico, além das professoras Antonia Conceição dos Santos e Suelem Benício.

O TCC tinha como objetivo comparar os resultados do atendimento social no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), unidade Ipiranga, com as metas estipuladas pelas normas técnicas da política de assistência social. A metodologia de pesquisa utilizada partiu de levantamentos bibliográficos e documentais, da realização de questionários e de visitas a campo.

A apresentação iniciou com um detalhamento das funções do CRAS, caracterizado como “a porta de entrada para a assistência social”. O integra a estrutura da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e é responsável pelo atendimento de famílias em situação de vulnerabilidade, auxiliando-as na resolução de problemas sociais. Existem 54 CRAS no município de São Paulo e a unidade Ipiranga, objeto selecionado pelo grupo, atende os bairros de Ipiranga, Sacomã e Cursino.

A pesquisa concluiu que as atribuições legais, estabelecidas pelo Plano Nacional de Assistência Social e pela SMADS, são cumpridas pelo CRAS. Isso significa que os serviços previstos pela legislação existem e estão em funcionamento. Ao mesmo tempo, o grupo não localizou metas para guiar a ação do órgão, não havendo um parâmetro externo para comparação do serviço que o CRAS presta à população daquela região.

Além disso, os dados levantados pelos alunos indicam que o número de famílias pelas quais o CRAS Ipiranga deveria se responsabilizar, por estarem localizadas na região, é superior ao de sua capacidade de atendimento. Outro ponto que necessita melhorias é o monitoramento das famílias referenciadas, que atualmente é feito de forma desordenada.

A banca avaliadora elogiou a apresentação do grupo, ressaltando alguns aperfeiçoamentos necessários no trabalho escrito. O TCC foi aprovado com nota 9, mediante a efetuação das alterações indicadas.

A aluna Maria do Rosario Bezerra fez a introdução da apresentação.

Leonilda dos Santos Silva apresentou a metodologia da pesquisa.

Na banca avaliadora desse trabalho estava o orientador e professor Wagner Dal Medico, além das professoras Antonia Conceição dos Santos e Suelem Benício.

Eduardo Jorge Tavares analisou dados durante a apresentação.

Eidi Santos fez a exposição da conclusão do trabalho.

Os alunos e a banca avaliadora após a aprovação do trabalho.


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube