Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Assessoria de Imprensa, 11/05/2018

Sandra Brecheret Pellegrini, presidente da Fundação Escultor Victor Brecheret e filha do autor de famosas obras modernistas, entre elas o Monumento às Bandeiras, falou sobre a vida e o trabalho realizado pelo pai como marcas deixadas por ele na cidade de São Paulo. A palestra sobre o renomado escultor ítalo-brasileiro Victor Brecheret (1894-1955) foi realizada no dia 10 de maio, no auditório da Escola de Contas, e integra o calendário comemorativo do Jubileu de Ouro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM).

sandra brecheret

Sandra Brecheret trouxe informações sobre o cotidiano do escultor e detalhes relativos aos bastidores da construção de um dos mais famosos cartões postais da cidade. Segundo ela, em 1920, Brecheret foi convidado pelos modernistas para fazer uma maquete em homenagem aos Bandeirantes. A escolha do projeto ocorreu por meio de concurso internacional vencido por ele. O Monumento às Bandeiras consumiu 33 anos de trabalho e dedicação de Victor Brecheret, que se estenderam até a inauguração em 25 de janeiro de 1953.

A filha do escultor apresentou também dois vídeos produzidos por ela sobre trabalhos do escultor. Um deles retrata outra grandiosa obra do autor, o Monumento à Duque de Caxias. Localizada na Praça Princesa Isabel, região central da cidade de São Paulo, a escultura tem altura equivalente a um prédio de 12 andares. O segundo áudio visual apresentou as obras de arte sacra concebidas por Brecheret.

Sandra Brecheret lembrou emocionada da postura do escultor como pai. “Ele era correto, honesto e amigo”. Ela salientou que o pai tratava a todos da mesma forma. “Ele abraçava com a mesma intensidade o pobre e o rico, para ele não importava a condição social”, revelou.

A filha do escultor lamentou somente a falta de reconhecimento por parte das autoridades brasileiras. Para ela, o que se verifica é que Victor Brecheret é mais valorizado em países estrangeiros. Como na França, onde Brecheret estudou e aprimorou seu talento. Lá, ele teve várias obras suas expostas em eventos e locais de destaque. Uma delas inclusive, doada por Sandra Brecheret, ocupa o jardim do Palácio do Senado, inaugurada em cerimônia realizada em 2010, com a presença do presidente do parlamento francês.

certificado

Ao final da palestra, Sandra Brecheret respondeu às perguntas formuladas pela plateia e recebeu um certificado de participação concedido pela Escola de Contas.

obras brecheret


Além de participar do evento comemorativo, a filha do escultor doou ao TCM três livros de sua autoria, que ficarão à disposição dos interessados no acervo da Escola de Contas, reunindo informações sobre as obras criadas por Victor Brecheret.


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube